Se inscrever

header ads

Rebelião com reféns em presídio de Manaus termina com 17 feridos, diz governo

Dezessete pessoas ficaram feridas durante a rebelião que aconteceu na manhã deste sábado (2) na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) em Manaus, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP). Sete agentes de ressocialização foram feitos reféns durante o motim. Entre os feridos, dez são agentes prisionais.

Em nota, a SSP-AM afirma que três agentes teriam se machucado ao pular das muralhas. Cinco presos e dois policiais militares tiveram ferimentos durante as negociações, que duraram aproximadamente cinco horas.

“Todos os reféns estão bem, alguns um pouco machucados porque estavam com estoques no pescoço. O objetivo dessa rebelião era fazer uma fuga, eles estavam cavando um túnel, o que não estavam conseguindo fazer no dia a dia. A tropa entrou, dominou a cadeia, ninguém ferido gravemente, só alguns policiais levaram pedradas e estão machucados”, esclareceu o secretário de segurança, coronel Louismar Bonates.

Enviar um comentário

0 Comentários