Se inscrever

header ads

Senador Styvenson explode ao descobrir que irmã recebe auxílio emergencial; Ela vai devolver

O senador Styverson Valentin gravou uma transmissão ao vivo (live) tecendo duras críticas a quem recebe, sem precisar, o seguro emergencial do Governo Federal.

Em seu perfil, o senador escreveu: "Vagabundagem ou esperteza? Auxílio emergencial pra quem precisa.  Pede um país sem corrupção mas no íntimo, no secreto e de baixo dos panos faz os jeitinhos para se dar bem."

Em seguida, Styvenson Valentin, que ficou conhecido por ser linha dura contra quem fere a Legislação Brasileira, em especial na fiscalização do trânsito, fez uma pesquisa usando o próprio nome e de seus familiares.

Para a surpresa dele, a irmã havia inscrito, aprovado e recebeu R$ 600,00 do auxílio emergencial. O senador disse que fez contato com a irmã e falou até palavrões.  "Eu xinguei mesmo!", disse o senador ao vivo.

Veja AQUI.

Em seguida, já na casa da mãe, ao lado da irmã, o senador declarou que o que a irmã fez pode ter sido legal, pois ela está desempregada há muito tempo, mas que foi imoral e ele não aceita.
O dinheiro será devolvido a Caixa Econômica e nome da irmã do senador excluído da lista. Assim como a irmã do senador, milhares de outras pessoas que não precisam estão recebendo o auxílio emergencial.

No Rio Grande do Norte, o MH mostrou o caso dos empresários presidentes do Solidariedade e do Partido Progressista no município de Porto do Mangue, na região Norte do Estado.

Depois que esta reportagem foi ao ar, surgiram dezenas de denúncias nas redes sociais do MH de pessoas que estavam recebendo ilegalmente o benefício, mediante informações falsas inseridas no sistema.

Estes casos já estão sendo apurados pela reportagem.

Em sua transmissão ao vivo, na presença da família, o senador Styvenson explica como se deve fazer para verificar se o CPF de uma pessoa está sendo usado para receber auxílio emergencial. 

No caso de ficar constatado a fraude, o senador Styvenson recomenda que deve levar ao conhecimento das autoridades.

*Mossoró Hoje
Publicidade

Enviar um comentário

1 Comentários

  1. O pior é que quem não está precisando recebe,e quem está não saí de análise

    ResponderEliminar