Se inscrever

header ads

Alvo de mandado morre e policial fica ferido em operação contra tráfico de drogas em Apodi

Ação conjunta do Ministério Público, Polícia Civil e Polícia Militar aconteceu nesta sexta-feira (11)

Antônio Irinaldo de Lima, conhecido como Jacaré, morreu em confronto nesta sexta-feira (11) durante operação conjunta contra tráfico de drogas em Apodi, RN — Foto: Cedida

Um homem morreu e um policial ficou ferido de raspão em uma troca de tiros que aconteceu durante uma operação conjunta contra o tráfico de drogas em Apodi, na região Oeste potiguar, na manhã desta sexta-feira (11). O suspeito morto era alvo de um mandado da Operação Contenção III, deflagrada pelo Ministério Público, Polícia Civil e Polícia Militar na cidade. Outras duas pessoas foram presas.

O homem que morreu foi identificado como Antônio Irinaldo de Lima, conhecido como Jacaré. Segundo as polícias Civil e Militar, a troca de tiros aconteceu durante um cerco à casa dele para cumprimento de mandados de busca e de prisão. Ao todo, a operação cumpriu 7 mandados de busca e apreensão e dois de prisão, em Apodi.

De acordo com o delegado Paulo Nilo, Antônio Irinaldo já havia sido preso em flagrante com drogas e armas, mas estava em liberdade. "Ele já tinha voltado a delinquir", afirmou. Após atirar contra os policiais e ser ferido, o homem foi socorrido, mas teve a morte confirmada pela equipe do hospital para o qual foi levado.

"Essa operação é um desdobramento de duas outras, anteriores, ocorridas em fevereiro, que foram deflagradas após uma série de crimes violentos em Apodi, em virtude da ação de facções criminosas aqui", afirmou o delegado, que conduz as investigações. De acordo com Nilo, os alvos são suspeitos de homicídios, tráfico de drogas, associação criminosa, associação para o tráfico, posse ilegal de armas, entre outros crimes.

Segundo o tenente Sandro Muniz, comandante da Polícia Militar no município, um policial foi ferido com um tiro de raspão na mão, mas foi atendido e liberado ainda durante a manhã.

Outras duas pessoas foram presas. Vários celulares e documentos foram apreendidos durante as buscas realizadas pela manhã. Entre os investigados, já uma pessoa que comandaria o grupo criminoso de dentro de uma cadeia no estado. Segundo o delegado, o homem não teria sido alvo dos mandados desta sexta-feira (11).

Fonte: Inter TV Costa Branca

Enviar um comentário

0 Comentários