Se inscrever

header ads

Diferença no preço da gasolina chega a R$ 0,60 entre Pau dos Ferros a cidade de Itaú

Após a sexta alta no ano, a polêmica aumentou sobre os últimos aumentos no preço da gasolina realizados pela Petrobrás. A política de preço da estatal segue o valor internacional do barril de petróleo que é cotado em dólar. Sempre que o dólar aumenta em comparação com o real, a Petrobras corrige o valor do combustível na refinaria.

Muitas pessoas tentando desviar o olhar para essa realidade, apontam que o imposto estadual (ICMS) é o culpado, mas desde de 2015 que não há mudança na alíquota.

Digamos que se a alíquota do ICMS fosse diminuída, diminuindo a arrecadação do estado, o preço da gasolina realmente diminuiria com a constante valorização do dólar frente ao real? O problema tá numa alíquota fixa desde de 2015 ou na política de preço da estatal?

Para além disso, se a alíquota do ICMS é a mesma dentro do RN, como justificar o fato da gasolina custar R$ 5,65 em Itaú e R$ 6,25 em Pau dos Ferros apenas 42 KM de distância? Uma diferença de 60 centavos.

Política de preço da Petrobras, ICMS e preços abusivos nos postos, uma combinação perfeita que tá diminuindo o poder de compra dos brasileiros e enriquecendo os cofres públicos e os donos de postos de gasolina.




Enviar um comentário

0 Comentários