Se inscrever

header ads

PM chama mulher de 'cachorra' e dá tapas na cara dela ao atender ocorrência de violência doméstica no RN; VÍDEO

Mulher estava com criança no colo no momento da agressão. Polícia Militar abriu investigação e afastou militares envolvidos.

Vídeo mostra PM agredindo mulher durante ocorrência no RN

Um policial militar do Rio Grande do Norte agrediu uma mulher com tapas na cara e a chamou de "cachorra" ao atender a uma ocorrência de violência doméstica no interior do RN. A mulher estava com uma criança no colo. As cenas foram flagradas em um vídeo que circula nas redes sociais.

O comando da Polícia Militar do Rio Grande do Norte afirmou ao G1 que determinou o afastamento dos policiais e a abertura de uma processo disciplinar administrativo.

O caso aconteceu na noite de quinta-feira (15) no município de Santo Antônio, na região Agreste potiguar. A Polícia Militar foi acionada para uma ocorrência de violência doméstica.

O vídeo mostra a chegada de uma viatura à rua. Neste momento a mulher estava abrigada na casa de um vizinho. Os policiais então entram na casa onde a mulher mora em busca do companheiro dela. Ela corre em direção aos policiais e diz "Peraí. Ninguém precisa bater nele não".

Os policiais saem da casa e um deles começa a brigar com a mulher, chamando ela de "cachorra". É possível ouvir no vídeo o policial dizendo "Meta a mão mesmo. Bata nessa cachorra. Essa cachorra merece apanhar mesmo".

A mulher retruca e ele passa a agredi-la com tapas na cara, na frente de várias testemunhas, chegando a derrubá-la no chão. 

Outro policial pegou a criança no colo e entregou a outra pessoa, enquanto o colega continuava as agressões.

Em entrevista ao RN1, o comandante da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, Coronel Alarico Azevedo, afirmou que determinou o afastamento dos policiais das ruas. "Lamentamos o que ocorreu e determinamos que eles fossem afastados do serviço operacional, eles vão prestar seus serviços na sede do batalhão. Após a apuração dos fatos vamos verificar quais serão as providências tomadas administrativamente e até penal", disse. 

Segundo a PM, o processo administrativo pode resultar em diferentes punições - a máxima é a expulsão.

Fonte: G1RN




Enviar um comentário

0 Comentários