Se inscrever

header ads

Após 9 homicídios em menos de 48h, Secretaria de Segurança reforça patrulhamento na Zona Norte de Natal

Coronel Francisco Araújo informou, ainda, que a Polícia Civil trabalha na investigação dos casos. Crimes aconteceram entre a tarde de domingo (8) e a manhã desta terça (10).

Após uma série de homicídios em 48 horas na Zona Norte de Natal, o secretário de Segurança Pública, coronel Francisco Araújo, informou que o patrulhamento da Polícia Militar na região foi reforçado e que a Polícia Civil trabalha na investigação dos casos.

Homem foi perseguido e morto a tiros na manhã desta terça (10) na Zona Norte de Natal — Foto: Kléber Teixeira/Inter TV Cabugi

"Nós estamos com ações de policiamento ostensivo, com várias unidades da Polícia Militar fazendo o patrulhamento, e com ações da Polícia Civil. A população deve entender que o poder público estadual, através das instituições de segurança pública, está na rua trabalhando para garantir a sua segurança".

"Muitas vezes as pessoas ficam pregando fake news em grupos de WhatsApp e, ao invés de ajudar, trazem pânico para a sociedade. Mas a população pode confiar no sistema de segurança pública, que está fazendo ações para manter a ordem", complementou o coronel Araújo.

Série de homicídios

Pelo menos 9 pessoas foram assassinadas na Zona Norte de domingo (8) até esta terça-feira (10). A primeira delas foi a pequena Laura Cortez, de 4 anos de idade, filha de um policial militar. Ela foi morta a tiros quando saía de casa acompanhada do pai e de uma irmã.

Entre a noite de domingo e a madrugada de segunda (9), outras quatro pessoas foram assassinadas, todas na Zona Norte de Natal. As vítimas eram homens entre 22 e 33 anos de idade.

Já na madrugada desta terça, outras quatro pessoas também foram mortas a tiros. Entre elas, dois irmão que foram executados dentro de casa, na Redinha.

Um homem de 33 anos foi perseguido e executado a tiros no Igapó por volta das 6h desta terça.

"A divisão de homicídios está investigando o que aconteceu. Eu não posso dizer se todas as mortes estão relacionadas, mas a Divisão Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa está fazendo a investigação", afirmou o titular da Secretaria Estadual de Segurança Pública.

Fonte: G1 RN e Inter TV Cabugi


Enviar um comentário

0 Comentários