Se inscrever

header ads

Defensoria recomenda anular provas do concurso da Polícia Civil e MP pede para manter cronograma até fim de investigações sobre fraude

Central de Flagrantes de Natal, Polícia Civil RN, Ilustrativa — Foto: Kléber Teixeira/Inter TV Cabugi

A Defensoria Pública do Rio Grande do Norte (DPE/RN) e o Ministério Público do RN (MPRN) emitiram nesta terça-feira (24) recomendações sobre o concurso público da Polícia Civil do estado, que aconteceu em julho deste ano.

As publicações são motivadas no inquérito policial que investiga fraudes no certame.

A DPE recomendou a anulação das provas para agente e escrivão e que não sejam divulgados os resultados relativos a essa etapa do concurso, enquanto o MP pediu que o cronograma fosse cumprido até que a investigação seja concluída.

Recomendações da Defensoria 

A recomendação do DPE foi publicada no Diário Oficial do Estado desta terça (24) e é destinada a comissão especial do concurso, à Polícia Civil e ao Governo do RN. Os órgãos têm 48 horas para informar os procedimentos administrativos adotados.

A publicação leva em consideração o inquérito policial, que investiga irregularidades durante a aplicação do exame, como vazamento de provas, falhas na segurança e utilização de ponto eletrônico.

Fonte: G1 RN



Enviar um comentário

0 Comentários