Se inscrever

header ads

Piscina é arrastada por ventania, cruza avenida e cai em cima de dois carros em Pau dos Ferros; veja vídeo

Caso aconteceu neste domingo (3). Apesar de prejuízos, ninguém ficou ferido.

Piscina arrastada pelo vento cai sobre carros no interior do RN — Foto: Reprodução

Uma forte rajada de vento registrada no domingo (3) em Pau dos Ferros, no Oeste potiguar, arrastou piscinas de fibra, que estavam expostas na frente de uma loja. Uma delas chegou a atravessar uma avenida e cair sobre carros.

A cena foi registrada por uma câmera de segurança. Três piscinas estavam expostas às margens da Avenida Manoel Alexandre e foram arrastadas pelo vento.

Um dos equipamentos atravessou a avenida e só parou após bater e cair sobre dois veículos que estavam estacionados em frente a outro comércio.

Nas imagens, é possível ver que uma mulher deixa um dos carros e corre para tentar se abrigar dentro do estabelecimento. Segundo a Polícia Militar, apesar do susto e alguns prejuízos materiais, ninguém ficou ferido.

O professor de Meteorologia da Universidade Federal do Semiárido (Ufersa), José Espínola, explica que os ventos fortes são característicos deste período do ano na região Oeste potiguar. "Entre setembro, outubro, até meados de novembro, nós temos a época mais quente e de maiores velocidades de vento", explicou.

Apesar disso, ele afirmou que não é possível saber a velocidade alcançada pela rajada deste domingo, porque ela não foi captada por uma estação meteorológica. "É um parâmetro muito localizado e dificilmente a gente consegue capturar a velocidade do vento naquele instante", disse.

Apesar disso, ele afirmou que a estação meteorológica da Ufersa no município registrou velocidades máximas de 27 km/h, na tarde de domingo (3).

Da mesma forma, o chefe do setor de Meteorologia da Empresa de Pesquisas Agropecuárias do Rio Grande do Norte (Emparn), Gilmar Bristot, afirmou que entre 10h e 12h, estações da empresa nos municípios da região registraram velocidade do vento entre 25 a 30 km por hora.

"Dependendo do local, o relevo pode intensificar esse vento", disse.

Fonte: g1 RN e Inter TV Costa Branca



Enviar um comentário

0 Comentários