Se inscrever

header ads

Polícia prende suspeito de matar entregador à luz do dia em Mossoró; crime foi motivado por ciúmes, diz delegado

Crime aconteceu em 20 de outubro em um rua movimentada no Centro da cidade. Suspeito confessou o autoria em depoimento à Delegacia de Homicídios.

Vídeo flagra execução no meio da rua em Mossoró — Foto: Reprodução

Homem é executado à luz do dia em Mossoró; câmera registrou o crime


A Polícia Civil concluiu as investigações e prendeu na quinta-feira (18) um homem de 27 anos suspeito de matar o entregador Marco César Amâncio, de 45 anos, à luz do dia em uma rua movimentada no Centro de Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte. Ele confessou o crime e foi preso preventivamente por um mandado judicial.


O assassinato aconteceu no dia 20 de outubro. O motociclista parou em um semáforo e foi atingido por trás, na altura da nuca, com quatro disparos de arma de fogo feitos pelo suspeito que o aguardava a pé, na calçada.


O crime aconteceu com a via movimentada e vários outros veículos e pessoas ao redor. Câmeras de segurança flagraram o crime (veja vídeo aqui).


"O motivo foi por ciúmes. Segundo o acusado e testemunhas ouvidas no inquérito policial, a vítima estava, podemos dizer assim, assediando a namorada do acusado. Ele não aceitava essa situação, já que há vários anos a vítima fazia esse tipo de comportamento. Então, ele resolveu cometer o homicídio", explicou o delegado Rafael Arraes.


O crime foi premeditado e aconteceu nas proximidades do trabalho da vítima, explicou o delegado. O suspeito contou aos policiais no depoimento que planejou o crime por pelo menos 20 dias.


"Ele pensou cerca de um mês, ficou premeditando, foi ao local do crime no dia anterior, sabia onde a vítima trabalhava, o horário que chegava no trabalho e executou mesmo ali no sinal quando a vítima chegava", falou o delegado.


"Nós temos toda a dinâmica, temos a rota dele, tanto de chegada como de saída do crime. Nós colhemos toda dinâmica, tanto quando saiu de casa quanto após o homicídio".


O suspeito disse ainda que comprou o revólver de calibre 38 e se desfez dele após o crime, assim como se livrou das roupas usadas na execução.


Ele não tinha antecedentes criminais. "Ele tem um comércio e foi friamente premeditado e executado o homicídio", finalizou o delegado.


O caso


O crime aconteceu no início da manhã do dia 20 de outubro na Rua Melo Franco - uma via movimentada da segunda maior cidade potiguar.


As imagens de segurança flagraram o motociclista parado no semáforo, quando é atingido por disparos na nuca.


A vítima chegou a ser socorrida pela população ao Hospital Tarcísio Maia, mas não resistiu e morreu.


Fonte: Inter TV Costa Branca




Enviar um comentário

0 Comentários