Sargento da PM que matou comerciante e deixou mulher ferida em Patu se entrega em Natal

Militar se apresentou ao Quartel Geral da Polícia Militar e ficou detido por força de um mandado de prisão preventiva.

Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (Arquivo) — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

O sargento da Polícia Militar que matou o dono de um bar e deixou uma jovem de 21 anos ferida na cidade de Patu, no Oeste potiguar, se apresentou ao Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, em Natal, e foi preso.

O crime aconteceu na madrugada de domingo (6). Em seguida, o homem fugiu e se apresentou ao quartel na noite de segunda-feira (7), na capital potiguar, onde recebeu voz de prisão. Já havia um mandado de prisão preventiva aberto contra ele.

A Polícia Civil é responsável pela investigação criminal, mas a Polícia Militar confirmou que também abrirá uma sindicância para apurar o caso. Até a manhã desta terça-feira (8), o militar ainda não tinha prestado depoimento.

Segundo a polícia, o crime aconteceu por volta de 1h do domingo (6) em um bar no centro do município de Patu. De acordo com o Comando do Policiamento Regional, testemunhas relataram que o sargento da PM chegou ao estabelecimento e pediu uma bebida, mas o dono se recusou a vender.

O PM então atirou várias vezes contra o dono do bar identificado como Rivonaldo Felipe de Queiroz, de 48 anos, que morreu no local. O comerciante deixou três filhos, entre eles, uma criança de seis anos de idade.

Além do comerciante, uma mulher que estava em um trailer ao lado do bar, tomando açaí, também foi baleada no rosto e socorrida com vida. Ela está internada no Hospital Tarcísio Maia, em Mossoró, no Oeste potiguar.

Segundo a mãe da jovem, ela está consciente e os médicos aguardam a paciente melhorar do inchaço no rosto para realizar a cirurgia de retirada da bala.

Inter TV Costa Branca



Enviar um comentário

0 Comentários